Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, JAGUARE, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese, Música



Histórico
 18/10/2015 a 24/10/2015
 29/11/2009 a 05/12/2009
 20/07/2008 a 26/07/2008
 09/12/2007 a 15/12/2007
 20/11/2005 a 26/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005
 30/01/2005 a 05/02/2005
 23/01/2005 a 29/01/2005
 16/01/2005 a 22/01/2005
 26/12/2004 a 01/01/2005
 19/12/2004 a 25/12/2004
 12/12/2004 a 18/12/2004
 05/12/2004 a 11/12/2004
 28/11/2004 a 04/12/2004
 21/11/2004 a 27/11/2004
 14/11/2004 a 20/11/2004
 07/11/2004 a 13/11/2004
 31/10/2004 a 06/11/2004


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis



O que é isto?
Diário do Taxista
 

O bom taxista ao seu blog volta

Olá meu amigos do Blog - Diário Do Taxista.

 

Resolvi voltar a postar as minhas experiências vividas no dia a dia de minha atividade. Fiquei um bom tempo afastado, de meu blog, más continuo a batalhar no meu taxi em Sampa. Muitas alterações pertinentes ao serviço de taxi em São Paulo ocorreram nesse período que fiquei afastado. 

Hoje bem mais informatizado, o sistema de taxi da capital de São Paulo, vem atendendo seus usuários de maneira bastante prática, através de aplicativos que vieram com as novas tecnologias. Surgiram concorrentes que fizeram com que os taxistas normais, tradicionais, evoluissem em suas atividades, e nos seus modos operantes, sempre melhorando o atendimento aos usuários de taxi.

Más como disse anteriormente, estou de volta e espero conseguir atrair novamente o meu público seguidor do passado.

 

Abração à todos 



 Escrito por Luiz Carlos às 23h46 [] [envie esta mensagem]



Estou voltando aos pouquinhos.....

Olá meus queridos ! Tudo bem com vcs ? Estou voltando, colocando os frutos obtidos através desse Blog. Frutos esses que me deixaram muito feliz, pois como realização pessoal, marcaram muito a minha vida.

O taxista Luiz Carlos está voltando a contar o dia-dia do taxista em São Paulo. Um forte abraço à todos e veja o video clicando no Youtube:  flexborges



 Escrito por Luiz Carlos às 23h51 [] [envie esta mensagem]



Alteração de e-mail

Olá, tudo bem !
Estou entrando em meu Blog só para comunicar o meu novo e-mail.

flexborges@gmail.com

Logo, logo estarei de volta, contando novas estórias, vividas no meu dia-a-dia.

Abraços

Luiz Carlos

 Escrito por Luiz Carlos às 07h59 [] [envie esta mensagem]



Estou voltando.....

Olá meus queridos passageiros, após alguns meses longe de meu blog, gostaria de comunicar-lhes que estou de volta, espero continuar contando com a companhia de todos em meu "DIÁRIO DO TAXISTA".

Gostaria de agradecer mais uma vez ao idealizador desse Blog, o meu passageiro e amigo Roberto.

Até breve a todos.......



 Escrito por Luiz Carlos às 00h35 [] [envie esta mensagem]



Meu novo E-mail

Olá meus queridos passageiros !

Gostaria de informa-los o meu novo E-mail:

flexborges@ajato.com.br

Espero que todos estejam bem, eu continuo viajando por essa nossa Sampa, cada vez mais complicada e divertida.

 

Um forte abraço a todos.....

 

 

 



 Escrito por Luiz Carlos às 06h42 [] [envie esta mensagem]





 Escrito por Luiz Carlos às 20h38 [] [envie esta mensagem]



Estou de volta

Olá ! Tudo bem ?

 

Pois é, estou de volta. Fiquei todo esse tempo sem postar as minhas estórias, obviamente por motivos alheios a minha vontade.

Muitas coisas aconteceram desde o mês de abril próximo passado, data que postei pela última vez. Politicamente falando, foi um verdadeiro desastre, uma verdadeira enchente de sujeira e podridão, invadiu todo o cenário político brasileiro, más felizmente não afetou o dia-a-dia do taxista de Sampa.

Continuo pela nossa querida Sampa, indo e vindo, tropeçando e quase caindo nos muitos buracos e crateras de nossas ruas.

O dia-a-dia do taxista continua igual, sempre vivendo as situações inusitadas e sempre aprendendo mais que realmente o ser humano é : divertido, complicado, apressado, impaciente, e que faz a gente refletir muito na frase mais usada atualmente: “QUANTO MAIS EU CONHEÇO O SER HUMANO, MAIS EU AMO O MEU CACHORRO”.

A nossa cidade foi até invadida pelas vacas, explico.... como todos aqueles que vivem aqui na capital, puderam ver, apareceram lindas vacas, pintadas, ornamentadas, caracterizadas, enfim verdadeiras obras de arte. Procurei tirar fotos de algumas. Ficaram várias delas em todos os cantos e avenidas de São Paulo, causando interesse e servindo até como plano de fundo para fotos. 

São Paulo é isso, tudo acontece, o inusitado não é só o trânsito, tudo aqui é envolvente.

Cada dia é realmente um novo dia, e é isso que faz com que o dia-a-dia do taxista seja repleto de acontecimentos diversos, situações alegres, tristes, estressantes, e inusitadas.

Graças ao Diário Do Taxista e por causa do mesmo, estarei participando do Programa : Show Do Tom – na REDE RECORD,  nessa próxima terça-feira (08/11/2005) às 23:00 horas, juntamente com mais quatro taxistas como eu, contando estórias vividas nessa atividade, tão gratificante.

O programa será de entrevista, mesclado com um bom humorismo e claro apresentado pelo nosso querido Tom Cavalcante, gente finíssima.

Pois é para esse retorno, espero ter agradado a todos, confesso que fiquei com bastante saudades e espero não me ausentar tanto tempo.

 

 

Um Abraço a todos.........

 

Obs: Vejam as fotos das vaquinhas.....

 

 



 Escrito por Luiz Carlos às 19h55 [] [envie esta mensagem]



007 - Contra a violência urbana

Olá queridos passageiros!

 

 

Espero que vocês estejam bem. Essa semana que passou foi curta e sendo assim a nossa Sampa ficou um pouco menos confusa. Como sempre os paulistanos se preparam para mais um final de semana prolongado. Nesses feriados prolongados São Paulo fica com ares de cidade do interior, as pessoas circulam com mais calma, apreciam os detalhes da cidade com mais atenção, até o ar fica mais respirável.

Na segunda-feira peguei um passageiro em meu ponto para que o levasse ao Aeroporto de Congonhas. Parecia que eu estava transportando um agente do serviço secreto internacional. Até o seu jeito de ser era cinematográfico. Disse-me ele estar indo ao encontro de uma pessoa ligado a Segurança Pública do Rio de Janeiro. Fomos conversando a respeito do alto índice de marginalidade que assola o nosso país bem como das causas. Por alguns instantes fiquei apreensivo, porque as atitudes e os trejeitos do passageiro eram como se fosse de um espião ou coisa parecida. No transcorrer da corrida até Congonhas, fui conhecendo-o melhor. Disse-me ser paulistano e que estava residindo há mais de vinte anos em Israel, e que foi treinado lá nesse país em tática anti-terrorista, e de combate à violência urbana. Embora ele tenha me causado inicialmente um certo desconforto, pelo seu jeito, essa imagem no transcorrer da viagem foi se modificando, principalmente após ele ter afirmado, até com bastante veemência que embora ele sendo uma pessoa treinada para se for o caso matar, era defensor de que a maneira única e correta para combater-se a violência era a de cultivar e intensificar a aplicação da religiosidade, não importando ser essa ou aquela, más sim uma delas, pois o que faz o ser humano ficar violento é : 1º) – falta da base familiar; 2º) – falta de uma crença (religião). Pediu-me inclusive para difundir através de meu trabalho, no boca a boca essas idéias.

Esse passageiro é um daqueles que a primeira vista nos assusta más que logo, após alguns minutos de conversa, verificamos ser mais um passageiro........

 

 

Um forte abraço e uma boa semana a todos.

 

O taxista de Sampa



 Escrito por Luiz Carlos às 20h40 [] [envie esta mensagem]



E aí: para onde vamos?

E a vida continua...

Essa semana, como ultimamente vem ocorrendo, passou como um relâmpago; aliás, cada dia que passa, o tempo parece correr mais e o dia-a-dia do taxista cada vez mais repleto de novidades, ficando apenas na “mesmice” o caótico e confuso trânsito de nossa querida Sampa.

Para aqueles que acompanham esse meu diário desde o ínicio, puderam notar que sempre relatei casos verdadeiramente vividos por mim em meu táxi; uma situação que gostaria de passar e que é sempre vivida em meu dia-a-dia, é o comportamento das pessoas: tem aquelas que entram completamente “sisudas”, ao ponto até de esquecerem de dizer para onde vão; outras, completamente estressadas e nervosas, entram agredindo o motorista, como se o mesmo fosse o seu maior inimigo. Ainda bem que a maioria das pessoas que utilizam os serviços de táxi, são bem humoradas, desprendidas e até mesmo divertidas.

Têm pessoas que entram no táxi completamente atrasadas para o(s) seu(s) compromisso(s) e aí a frase famosa: - Oi motorista; estou atrasado(a)... vê um caminho bem rápido, viu? Outras, após a tradicional pergunta do motorista:

- Para onde vamos? – respondem: - Olha motorista, o Sr. é que sabe ! Eu só tenho... (tantos reais)... e aí fala um valor que sempre é inferior ao que realmente dá.

Pois é, lidar com o ser humano é complicado e divertido, pois as reações são diversas.

Abs e até breve...

 Escrito por Luiz Carlos às 19h19 [] [envie esta mensagem]



A volta, daquele que não queria ter ido

Olá queridos passageiros!

 

Depois de alguns dias sem postar, volto pedindo desculpas pela ausência. Fui atacado por “alienígenas internautas” que infelizmente, ao contrário de usar sua inteligência para coisas úteis, usam para incomodar e atrapalhar a vida daqueles que procuram ser úteis.

Aproveitei a situação desconfortável que passei e procurei atualizar o meu PC.

Felizmente estou de volta com meu Blog. Obviamente a vida de taxista não sofreu por essa paralisação (Graças a Deus!).

Nesses dias que fiquei sem postar, confesso, senti muitas saudades, porque constatei que muitos sentiram e cobraram a minha não continuidade. Gostaria de agradecer a todos pois senti que já conquistei muitas novas amizades através do meu Blog.

Quanto à vida do taxista de Sampa, posso dizer-lhes que continua do mesmo jeitinho, ou seja, indo e vindo por essa nossa São Paulo; claro que não mais da garoa e sim do exausto e cansativo calor!

Infelizmente a nossa Sampa continua cada dia que passa mais confusa; tenho a nítida impressão que a nossa cidade está completamente abandonada, sobre todos os aspectos.  É uma pena, pois as autoridades constituídas deveriam ouvir e aceitar opiniões e sugestões para poder solucionar certos problemas, como o trânsito (um dos mais complicados).

Sou um profissional que “vive a cidade” de 14 a 16 horas por dia, de segunda à sexta-feira; como eu, existem outros profissionais que poderiam oferecer gratuitamente, idéias e soluções para ajudar a “descomplicar” o nosso trânsito.

Apesar do alvo principal desse diário ser o de relatar o dia-a-dia de um taxista na íntegra, não poderia deixar de exprimir o caos vivido não só por mim, mas por todos aqueles que precisam ir e vir por essa nossa Sampa.

Gente, o negócio está feio! Considero-me bastante calmo e ponderado, só que confesso a vocês: estou começando a ficar preocupado! Na região das avenidas Faria Lima, Rebouças, Eusébio Matoso e adjacências, o inferno é total! Como dizia Miguel Falabela no programa “Sai de Baixo”: É O MAPA DO INFERNO.

Bom, vamos deixar de lado os problemas e procurar compatibilizar essas situações chatas com aqueles momentos bons que sempre acabam acontecendo.

Estou de volta...

 

Um abraço

 

Obs: meu e-mail é: flexborges@terra.com.br

 



 Escrito por Luiz Carlos às 22h23 [] [envie esta mensagem]



Más no asfalto eu sou um artista

Olá!

Meus queridos passageiros

 

  

Estou com o meu blog, como está São Paulo, lento e com pouco assunto, esperando anciosamente pela agitação e correria, que é a característica principal de nossa Sampa.

Bem passamos pelas Festas de final de ano e também pela festa maior, o tão falado carnaval. Agora estamos aí, preparados para mais um ano, porque como bem sabemos, o Brasil só começa a trabalhar realmente, após o carnaval.

Essa semana que passou foi bastante curta, tivemos apenas dois dias e meio de como podemos dizer “dias úteis”. Para nós taxistas, realmente todo inicio de ano é assim, muitas despesas e poucas receitas.

Sampa fica completamente vazia, os pontos de táxi viram estacionamentos dos táxis, poucos se atrevem a ficar rodando, porque na maioria das vezes, rodam e não conseguem pegar passageiros, ficam apenas “mariscando” que é = tentando pegar um boneco, ou também chamado de “batendo lata”.

Más como nem tudo é fantasia, a realidade está aí, vamos rasgar a fantasia e encarar Sampa com seu novo governante.

Esperamos ser bem melhor para nós que vivemos nessa cidade.

 

 

Um forte abraço a todos e uma boa semana, gostaria de agradecer-lhes pelas visitas em meu Blog.

 

Luiz Carlos – (O Taxista)

 

 

 

 



 Escrito por Luiz Carlos às 13h46 [] [envie esta mensagem]



Que susto – taxista?

Olá!

Meus queridos passageiros

 

 

Essa semana transcorreu bastante calma, com muito chuvisco e aquela garoa típica de São Paulo, deixou a nossa Sampa com ares de dias de inverno, isso tudo em pleno verão.

Pois é estamos aí próximo da maior festa popular do país, e como vocês sabem o nosso Brasil só começa a trabalhar realmente após o carnaval, diante disso estamos caminhando bem devagar, num passo bastante lento.

Nessa quinta-feira estava em meu ponto, quando apareceram a duas passageiras, aquelas de Curitiba, que um pouco atrás relatei o caso das “hemorróidas”, lembram-se? – então, elas entraram em meu carro e seguindo para o destino pretendido, fomos conversando, relembrando a corrida efetuada anteriormente, inclusive fomos dando risadas, pois ficou bastante marcado pelo caso das famosas moléstias, que uma delas tinha e que eu havia indicado-lhe um remédio. Essa passageira das “hemorróidas” lembrou-se que naquela mesma semana havia sido transportada por um outro taxista e que conversando do caso dentro de seu veículo, descobriu que o mesmo era o meu genro. Daí começaram a rir e a reviver o caso.

Bom só fiz essa retrospectiva, para que vocês pudessem lembrar do caso, pois como eu estava dizendo, nessa quinta-feira peguei-as novamente e num dado momento, após atravessar a Av. Cidade Jardim, quase fui abalroado em meu lado, por um outro veículo que totalmente errado tentou atravessar a Av. Faria Lima, de um lado para o outro, seguindo as orientações de um mais desorientado, um motorista de ônibus.

O veiculo, esse errado, parou poucos centímetros de minha lateral, justamente nesse lado estava a passageira das hemorróidas, que bastante espantada e assustada, disse espontaneamente:

 

“Moço que susto, minhas hemorróidas sumiram depois dessa”

 

Não sabia se tremia pelo caso ou se ria pela reação da passageira, a sua reação foi tão espontânea, e bem colocada que realmente fez com que aquele susto passasse rapidamente.

Chamei atenção do motorista do ônibus, que poderia ser o causador de um grave acidente, e continuamos a corrida.

Essas situações de sustos no trânsito são normais, pois vivemos de quatorze a dezesseis horas por dia, rodando em São Paulo.

Bem por hoje é só, gostaria mais uma vez de agradecer a todos aqueles que gentilmente vem prestigiando o meu blog.

 

Abraços.......

 

 

 

 



 Escrito por Luiz Carlos às 16h37 [] [envie esta mensagem]



A vida como ela é - Viva o livre arbitrio.

Olá!

Tudo bem?

 

Estou aqui novamente, contando um pouquinho mais do meu dia-a-dia. Como disse anteriormente, o ano começou bastante preguiçoso para nós taxistas; a própria Sampa está com os seus passos mais lentos, mas enfim, estamos caminhando.

São Paulo tem vivido dias complicados, em razão das fortes chuvas de verão que praticamente durante toda a semana, apavoraram os paulistanos.

E nós, taxistas, estamos aí, enfrentando todo “o caos”, decorrente dessa situação.

Vou contar uma situação por mim vivida pela primeira vez.

Nessa sexta-feira próxima passada, quando vinha eu pela Av. Vital Brasil, um senhor meio careca, portando um desses guardas-chuva grande, me deu sinal; parei e o mesmo falou: - Nós vamos pegar uma pessoa aqui atrás, na Valdemar Ferreira, tudo bem? – Eu disse: - Falou, vamos lá.

Virando a primeira esquerda, Rua Camargo, comecei a viagem. Não sei se vocês sabem, nessa região existe um ponto muito grande de encontros de travestis e prostitutas, inclusive a titulo de informação, o local é comumente chamado de “rua das putas”.

Aproximando-se do primeiro ser (traveco), o meu passageiro pediu que diminuísse a velocidade, para que ele conversasse com o mesmo ou a mesma. Diálogo travado: - Oi, tudo bem? – não esperando a resposta o meu passageiro, disse-me: - Sr. Vamos, não gostei. Partimos então para Av. Lineu De Paula Machado, onde repetiu-se a cena anterior. Notei então que estava transportando um freqüentador e usuário dos serviços prestados pelas pessoas que ali todos os dias se demonstram.

Seguindo então a viagem, viemos de novo para a Av. Valdemar Ferreira, agora mais próximo da Casa Dos Bandeirantes, ou seja, marginal local do Rio Pinheiros. Nesse lugar então após essa longa pesquisa, o meu passageiro, escolheu um travesti, bem equipado, portador de enormes seios e um bumbum bastante destacado.

Após o mesmo ter acertado o lado financeiro da operação, dirigiram-se ao meu veículo. O passageiro, como que conhecendo bem o local, pediu-me para dirigir-se a um hotel que fica ao lado da Ponte Eusébio Matoso. Chegando ao lugar indicado, deixei-os, e sai pensando como realmente essa vida é engraçada.

Gostaria de deixar claro que somente procurei relatar um fato ocorrido, que não vai aí qualquer sentimento de preconceito, pois acho que “cada um, cada um”.

A vida é isso aí, é para ser vivida de acordo com o livre arbítrio de cada um.

Pois é, mesmo estando fraco o serviço de táxi, encontramos pessoas que em outras atividades não param.

 

Um forte abraço, desse sempre amigo – Taxista De Sampa.

 

 

 

 

 



 Escrito por Luiz Carlos às 16h32 [] [envie esta mensagem]



Taxista - (exterminador de baratas)

 Olá, meus queridos passageiros!

 

Tudo Bem?

 

 

Como disse anteriormente, começamos a viver a muvuca, causada com a reforma da obra da Av. Rebouças. Por um lado é bom, pois tendo em vista o período de férias, essa situação veio agitar um pouco mais a região. Sabe que nós estamos tão acostumados com congestionamentos, que quando não tem, inventam, pois não podemos ficar sem aqueles atropelos.

Hoje dentre algumas poucas corridas efetuadas, gostaria de destacar uma que realmente me causou risos.

Aproximou-se de meu ponto uma senhora e pediu-me que a levasse para Av. Angélica. Iniciando a corrida, a mesma perguntou-me se ali próximo, eu conhecia algum depósito de material para construção. Prontamente indiquei a Rua Dos Pinheiros. Sendo assim a senhora pediu que eu fosse pela Rua Dos Pinheiros, chegando na primeira loja eu parei e então ela me disse que estava procurando por um aparelho elétrico/eletrônico, que ligado a uma tomada, emitia um som, que só as baratas ouviam. Fiquei surpreso e perguntei a ela aonde ela teria conhecido esse aparelho, porque eu nunca tinha ouvido falar sobre o mesmo. Ela me disse que havia visto em uma revista, fora do Brasil.

A senhora desceu na 1ª loja e voltou chateada, pois me disse que indagando o vendedor, o mesmo a informou que nunca teria ouvido falar. Partimos assim para outra loja, na mesma rua só que uma loja bem maior. Mais uma vez ela voltou decepcionada, pois também não tinha, nessa loja o tal aparelho.

Fomos então para Av. Da Consolação, local aonde podemos encontrar uma grande variedade de lustres e ou objetos de iluminação. Lá paramos em mais ou menos umas cinco lojas e infelizmente, não conseguimos encontrar o tal objeto matador de baratas.

Fiquei chateado pela senhora, porque me parecia bastante preocupada em querer resolver o problema das baratas invasoras, mas infelizmente ela voltou para casa sem resolver seu problema.

Bom por hoje é só, queria mais uma vez agradecer a todos que tem postado seus comentários e que tem dessa maneira demonstrado o carinho e o interesse por esse taxista paulistano.

Estou ansioso pela volta da normalidade de nossa Sampa, porque assim poderei relatar mais casos do dia-dia do taxista.

Um forte abraço a todos.



 Escrito por Luiz Carlos às 22h02 [] [envie esta mensagem]



Eu voltei... Voltei para ficar... Porque aqui... Aqui é o meu lugar...(Roberto Carlos)

Estou de volta no ritmo de São Paulo, devagar, devagarinho. Todo inicio de ano é normal que Sampa fique em Stand By, voltando a sua normalidade após o carnaval.

O que mais agita Sampa é o turismo de negócios, sendo assim a maioria das empresas trabalham num ritmo um pouco mais lento, por conseqüência nós taxistas sofremos essa fase.

Mas o dia-dia deste taxista continua, Sampa continua, lenta mais complicada. Vocês sabem que vão ter que refazer as obras da Rebouças? É..... descobriram o obvio: A ÁGUA CORRE PARA O RIO E O RIO CORRE PARA O MAR, incrível, mas a famosa obra, não foi um buraco na água, mas sim – bastante água no buraco.  

Mas é isso ai, estou de volta, espero que vocês considerem esse meu afastamento, como uma licença de final de ano, afinal acho que mereço né.

Espero que tenhamos um feliz 2.005, que estejamos juntos, firme e forte em todos os dias desse ano que se inicia.

A todos aqueles meus queridos passageiros (deste Blog), um FELIZ 2005.

Luiz Carlos - (Taxista)



 Escrito por Luiz Carlos às 19h54 [] [envie esta mensagem]




[ ver mensagens anteriores ]